quarta-feira, agosto 02, 2017

"O HOMEM DO SACO"

Esta reflexão vem a propósito daquilo que ocorreu junto a mim no passado domingo, no interior de uma livraria.

Uma mãe com uma criança de oito anos e outra de três, não sabia como ensinar à mais velha que os livros não são para riscar e quando a mais nova lhe desobedeceu a solução que encontrou foi a de lhe dizer que "vem aí o homem do saco!".

Eu, que embora já me tivesse chocado com a observação quanto aos cuidados com os livros me calara, desta vez reagi espontâneamente e virei-me para a senhora com um ar perplexo e disse: "Vem aí quem ?!". Só resta dizer que nem abriu a boca, mas que se o olhar matasse , eu não estaria aqui relatando o episódio.

Verdadeiramente, nunca imaginei que nos tempos que correm ainda houvesse gente na faixa etária dos trinta  a usar a pedagogia do medo !!!

Mães e pais deste género deveriam ter formação adequada antes de o serem.Até porque combinam o pior de dois modelos : ausência de regras e o temor.

Que se pode esperar mais tarde de crianças "educadas"  deste modo? Muito pouco de bom, infelizmente.

30 comentários:

  1. Um expressão em total desuso!
    Nunca achei piada à mesma ... bem como ... vou dizer ao teu pai ou vou chamar a polícia!!!
    São ... educar na base da confiança e compreensão dá cá uma trabalheira!!!
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, que ela o assustasse, enfim, já não seria o melhor, porém nunca me passou pela cabeça que ainda houvesse - e para cúmulo , pessoas bastante novas ainda - a falarem no "homem do saco"!!!

      De que século caiu a criatura?!

      Se dá, Grainha, se dá ... e exige também competência !

      Abraços e beijos

      Eliminar
  2. Realmente, São, ainda se usa a pedagogia do medo em muitas circunstâncias. Mas "o homem do saco"? Onde foi a senhora desenterrá-lo?
    Um beijo, minha Amiga São.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamentavelmente , sim, o medo é ainda usado como pedagogia... no entanto não sei de que século saiu esta mãe, que me deixou completamente abismada!!!

      Querida, bom resto de semana e abrços

      Eliminar
  3. Estranho. E eu que nao me recordo dessa expressao!?


    Há dias vi (em minha casa) a filha de uma amiga minha (35 anos, médica) a andar atrás da filha de 3 anos a dar-lhe de comer, porque a garota não estava sossegada à mesa e corria pela casa toda.

    Por educação e não querendo constranger a rapariga, fiquei calada... a muito custo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recordo-me muito bem , mas nunca pensei que ainda fosse usada e, para cúmulo, por uma pessoas ainda tão nova !!!

      Essa médica senão consegue dar-lhe regras agora,imagino o que será na adolescência ...

      Como te compreendo: assistir de cátedra e em silêncio, custa mesmo !

      Eliminar
  4. No Brasil nas cidades do interior, se usava muito essa expressao, achava que ninguém mais falava isso, qual criança tem medo de homem do saco hj em dia?

    Beijo, querida São...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida, se for uma criança muito pequena e se for recorrentemente assustada com "o homem do saco" acaba por ter medo...

      Uma estupidez completa e uma assunção de falta de autoridade face às crianças foi o que esta criatura fez.

      Beijinhos, meu bem :)

      Eliminar
  5. Pode não o ter dito por mal,
    no século XXI, não faz sentido
    haver no mundo e em Portugal
    quem a lição não tenha aprendido!

    Tenha uma boa noite amiga São, um abraço,
    Eduardo.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mal não teria sido, mas por ignorância foi de certeza, meu amigo.

      Nenhuma criança deve ser educada através de medo seja do que for!!

      Beijinho e bom resto de semana

      Eliminar
  6. A idiota que disse isso é que devia ser metida num saco!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde assino?
      (Com direitos de autor)

      Eliminar
    2. Afinal, o Pedro também a queria meter no saco.

      Só li este comentário depois de enviar o meu.

      Eliminar
    3. O Pedro e eu.... :)

      Eliminar
  7. Não se educa uma criança amedrontando-a
    Onde já se viu tamanha baboseira?
    Tem pais e mães que não conhecem a pedagogia do amor
    Beijos querida São

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo totalmente o seu comentário, minha amiga !
      Boa semana e um enorme abraço

      Eliminar
  8. É pena que não haja um homem do saco que meta essa mãe lá dentro para bem das criancinhas.

    BOM fim de semana 🌹 sem criaturas estúpidas pelo caminho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pena, mesmo, concordo !!

      Graças e boa semana :)

      Eliminar
  9. Ah! tantas expressões o lobo mau, o papão ;)
    Enfim noutros tempos, hoje em dia é só com novas tecnologias, para os "calar".
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem que se ter muita paciência e mesmo quando é para que obedeçam , se não entenderem o motivo de terem que fazer o que não querem mais vale uma palmada do que amedrontar a criança!!

      Boa semana e abraços

      Eliminar
  10. Se estou de acordo, claro que nao, no entanto me pergunto como essa pessoa teria sido ensinada, que educação teria tido a vida que a mesma terá, cada vez mais tento nao julgar, pois na verdade nao estamos todos no mesmo nível vibracional e o que é normal para uns nao o é para outros, mas estou de acordo contigo as crianças de hoje serao os homens de amanha.
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Também tento não julgar, mas em situações destas é complicado não o fazer, pelo menos para mim...até porque dediquei toda a minha profissional à Educação.

    E , além disso, toda a gente tem ensinamentos e experiências nada agradáveis de infância , mas também temos cabeça para pensar .O mesmo se passa com a religião.

    Beijinho e bom resto de semana :)

    ResponderEliminar
  12. Tens razão, São, hoje em dia dificilmente se ouve essas expressões, muito usuais quando era criança; dizia-se muito: " vem aí um cigano e leva-te " e isso contribui muito para o preconceito contra esta raça. Mas, amiga, infelizmente hoje os pais não sabem educar os filhos, pois isso dá muito trabalho; as criancinhas mandam nos pais. Beijinhos, São e fica bem. É muito dificil ficar-se calado perante uma situação destas. A mim também me custa muito, Até...
    Emilia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida, dar uma palmada numa criança é crime punível por lei, mas - sendo eu contra castigos corporais - mais vale a palmada do que incutir temor e preconceito às crianças.

      Um destes dias , o dono do café onde entrei permitiu que o filho o pontapeasse ... sinceramente, eu despachei-me o mais rapidamente possível, porque aquilo me estava a afligir, pois a pobre da criança parece um selvagem gritando para a mãe , para a avó...enfim, um desastre!

      Como bem dizes , educar é uma tarefa exigente.

      Abraço carinhos e tudo de bom, minha linda

      Eliminar
  13. Olá,
    “Não sou esperto nem sou bruto
    Nem bem nem mal educado
    Sou simplesmente o produto
    Do meio onde fui criado.”
    António Aleixo

    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, António !

      Aleixo tem razão, mas esse ciclo pode ser quebrado.

      Tudo de bom :)

      Eliminar
  14. Educar requer tempo, paciência e saber fazer.
    Hoje tudo é apressado e irrefletido...
    Bj, amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo de todo, mas lamentável ser assim...

      Beijinho, minha amiga

      Eliminar
  15. Que educação terá tido a dita senhora?
    A responsabilização dos casais deveria passar por serem educados antes de se lançarem na aventura da paternidade/maternidade. Como? Nos serviços de saúde, na escola? Coercivamente sempre que surgisse uma gravidez.

    Bj .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei que educação a criatura teve, mas dada a idade presumo não ter sido espancada e/ou fechada em sítio escuro.

      Ademais, a cabeça também lhe deve servir para pensar, acho eu.

      E concordo totalmente : deveria haver formação obrigatória para certos casais , sim

      Abraço com muita alegria pela sua agradável presença

      Eliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue